Untitled Documenta Menu horizontal e vertical

 

Visite-nos:
TOPSITES - AVESPT.COM
 
 
 
Warning: include_once(/home/kikolb/public_html/prepend_function.php): failed to open stream: No such file or directory in /home/frede455/public_html/naturezativa.com/conures.php on line 2

Warning: include_once(): Failed opening '/home/kikolb/public_html/prepend_function.php' for inclusion (include_path='.:/usr/local/php56/pear') in /home/frede455/public_html/naturezativa.com/conures.php on line 2
Naturezactiva - O mundo dos Psitacídeos

Aratingas / Conures

 

Classe: Aves

Ordem:
Psittaciformes

Família:
Psittacidae

Longevidade: 30 anos

Dimensões:30 cm

Peso:
130g

Aratinga Jandaya   Aratinga Solstitialis


Distribuição Geográfica: Ocorre no Brasil, no sudeste do Pará, Maranhão e Pernambuco e leste de Goiás.  
Alimentação:

Na natureza, comem frutas, sementes, grãos e adoram nozes, ricas em óleo. Em cativeiro, a ração comercial específica, as frutas, legumes e algumas sementes e grãos, como o girassol, constituem uma dieta balanceada. Em cativeiro, dou sementes de Psitacídeos de grande porte da versele-laga (à base de nozes, piri-piri, amendoim, girassol, milho, etc...), fruta, legumes, vegetais, grit, papa de ovo, bloco de cálcio e choco.

O seu petisco favorito são amêndoas e amendoins, mas não se deve dar em demasiado, só como petisco.

 
Reprodução:

Estas aves devem ser criadas, preferencialmente, num aviário ao ar livre dotado de um abrigo nocturno com um bom isolamento que proteja de geadas e correntes de ar, para que possam sobreviver ao Inverno em boas condições físicas, ou num espaço interior cómodo e quente. As gaiolas não devem ser inferior a 100 x 100 x 200 ( c x h x L ) para um casal e numa gaiola normal para papagaios se for apenas um. Certifique-se de que o gradeamento de arame é suficientemente resistente, caso contrario estas aves podem abrir uma fenda no aviário, uma vez que têm bicos extremamente robustos. É possível verificar quando estas aves estão preparadas para a procriação, quando começam a “transformar” o ninho. Coloque alguns galhos de salgueiro e galhos de arvores de fruto (não tratados!) no chão do ninho para que as aves se possam entreter a roê-los. Colocam de 3 a 4 ovos, a fêmea encarrega-se da maior pare da tarefa de os chocar e as crias nascem ao fim de um períodos de 25 a 29 dias. As crias são alimentadas por ambos os progenitores e a plumagem surge ao fim de um mês e meio ou dois meses.

 
Ninhos: Devem ter acesso a uma caixa de ninho de madeira rígida, os meus ninhos têm 35 x 35 x 60 (c x L x h), é reforçada por baixo, para impedir que estas possam abrir um orifício ao roê-la (com chapa).  



Comportamento:

Criadas pelo ser humano são extremamente dóceis e muito afectivas ao seu dono, brincalhonas e digna de boas habilidades.

 
Actividades: As Aratingas adoram roer objectos; por conseguinte, deve dar-lhes, galhos frescos de salgueiro, mas tenha em consideração que qualquer objecto quebrável que exista no aviário será efectivamente “transformado”. Na ocorrência de qualquer situação estranha à rotina diária (uma inspecção aos ninhos, presença de estranhos), podem tornar-se extremamente ruidosos. Também gostam de tomar banhos, deve colocar diariamente no chão do aviário uma tina de cerâmica com água fresca.  
  Geral:

Aratingas Jandaya: Apenas com a cabeça e partes inferiores laranja, tendo o manto verde. Não há diferenças externas aparentes entre machos e fêmeas, a certeza dos sexos apenas ser determinada através de um exame endoscópico. Sofrem com a captura destinada ao comércio ilegal de animais silvestres.

Aratinga Solstitialis: Cabeça amarela e laranja perlongado-se por toda a parte inferior e asas, misturado com algum verde na ponta das asas e rabo. Não há diferenças externas aparentes entre machos e fêmeas, a certeza dos sexos apenas ser determinada através de um exame endoscópico. Sofrem com a captura destinada ao comércio ilegal de animais silvestres.

 
Estatuto de conservação e factores de ameaça: Espécie ameaçada.  
CASAL ADULTO
CRIAS
. .
Clique nas fotos para ampliar
 

GALERIA PRINCIPAL
Clique Aqui

Galeria Técnica
Clique Aqui


Vídeos

Vídeo 1 | Vídeo 2 | Vídeo 3 | Vídeo 4 | Vídeo 5 | Vídeo 6

 
 
 

 

 
Copyright © 2004/2016 - Frederico Lisboa - All rights reserved
.