Untitled Documenta Menu horizontal e vertical

 

Visite-nos:
TOPSITES - AVESPT.COM
 
 
 
Warning: include_once(/home/kikolb/public_html/prepend_function.php): failed to open stream: No such file or directory in /home/frede455/public_html/naturezativa.com/aramaracana.php on line 2

Warning: include_once(): Failed opening '/home/kikolb/public_html/prepend_function.php' for inclusion (include_path='.:/usr/local/php56/pear') in /home/frede455/public_html/naturezativa.com/aramaracana.php on line 2
Naturezactiva - O mundo dos Psitacídeos

ARARA MARACANÃ / ARARA ILIGERI

 

Ordem: Psittaciformes

Família: Psittacidae

Género:
Primolius

Espécie:
maracana

Comprimento: 36 a 43 cm;

Peso: 300 g

Longevidade: + 40 anos

Incubação: 26 a 27 dias

Encontram-se no Brasil (Nordeste, Sudeste e Centro), no Leste do Paraguai e no Nordeste da Argentina. Vivem em orlas de florestas húmidas das terras baixas (“Mata Atlântica”), florestas de galeria no interior de savanas do tipo “catinga” e florestas de folha caduca junto de savanas do tipo “cerrado”.

Não existe dimorfismo sexual. A plumagem é predominantemente verde. A fronte é vermelha, tal como o ventre, e a coroa tem cor azulada. O bico é negro e apresentam pele nua de cor branca ou amarelada, nas faces. As rémiges (nas asas) e quase toda a parte superior das penas caudais têm cor azul; a parte inferior das caudais é amarela. As patas são zigodáctilas (têm dois dedos virados para a frente e dois dedos virados para trás; em geral, as aves apresentam três dedos virados para a frente e um para trás).

A época de nidificação depende da localização geográfica. A postura é de três ovos, cuja incubação dura 26 a 27 dias e é realizada apenas pela fêmea. As crias são altriciais (totalmente dependentes dos pais durante os primeiros tempos de vida). Os juvenis abandonam o ninho depois dos 70 dias de idade.

Hábitos:

São aparentemente sedentárias.

Dieta:
São frugívoras. Há pouca informação sobre a dieta no habitat natural.

É uma espécie vulnerável (segundo a União Internacional para a Conservação da Natureza). Pertence ao Apêndice I da CITES. Já se encontra extinta ou é rara em algumas zonas da sua área de distribuição, apesar de ter sido comum. Actualmente, apenas é relativamente comum nas regiões de Pernambuco e do Pará. A população total em estado selvagem está, actualmente, estimada em 2500 a 10 000 indivíduos, com tendência a decrescer.


GALERIA DE IMAGENS | GALERIA DE VIDEOS
 
 
 

 

 
Copyright © 2004/2016 - Frederico Lisboa - All rights reserved
.